Páginas

31 de março de 2010

He calls me baby girl

Ele me chama de garotinha



Tinhamos quase a mesma idade , mas mesmo assim ele me chamava de garotinha, eu morava no Brasil ele nos Estados Unidos, ele queria deixar tudo para se mudar para meu país, eu não podia deixar ele arruinar a sua vida.
Conversamos 3 horas seguidas tentando achar uma solução, ele chorou, eu chorei, ele gritou , eu o acalmei, e assim ficamos um com o outro sem decidir nada no fim. Eramos apenas adolescentes, não podiamos ter tanto a decidir, mas o amor não escolhe idade nem local, só aparece levando contigo toda a paz.
Não decidimos nada no fim, nem ele sabe se vem nem eu sei se vou, mas ele chora e eu também choro por um amor mais forte que o comum e mais distante que o desejado. O amor entre um americano e uma garotinha !

5 comentários:

  1. "...um amor mais forte que o comum e mais distante que o desejado." Miih você consegue *.* essas suas frases dizem tudo, ameii.

    #Lísi

    ResponderExcluir
  2. nem sei de quem é essa historia u.u

    ResponderExcluir
  3. Obrigada Lí <3
    amanda : tem coisa melhor que escrever histórias pessoais ?

    ResponderExcluir
  4. QUÉÉÉVIMMMM.... gracinha xD

    ResponderExcluir
  5. UHSAUAHSUAH, é Kevin u_u
    sim ele é lindo '-' <3

    ResponderExcluir